Eu faço: Cronograma capilar

Olá, olá! Sim, duas vezes, pois resolvi escrever sobre cabelos hoje.

Há um tempo venho pensando em “catalogar” o desenvolvimento do meu cabelo durante a transição capilar, mas desisti da ideia por n motivos. Com a ideia de escrever no blog, retomei a ideia, e postarei aqui como eles andam crescendo e ficando saudáveis.

Mas antes de falar de transição capilar, vou apresentar uma prática, que é essencial para o sucesso da transição; o cronograma capilar.

Muitas blogueiras -e blogueiros também-, estão escrevendo sobre o cronograma capilar; inclusive foi assim que tomei conhecimento sobre essa prática. Quando resolvi iniciar essa rotina capilar, pesquisei em vááááários blogs sobre o que se tratava, pra não cair no velho conto da dieta – sim, eu sei que você conhece, pois todos já caímos alguma vez na vida rs -.

Algumas meninas do grupo Cacheadas em transição do Facebook, que é sobre transição capilar, conseguiram me explicar beeeem direitinho – indiretamente – em seus vídeos ou posts sobre o assunto, e então iniciei.

Conhecer o cronograma é um fator crucial para seu funcionamento, isso é fato, sendo assim, vim fazer esse post pra vocês, caso também queiram aderir. Quero deixar claro que não pesquisei nada em artigos ou estudos, logo tudo o que está escrito aqui, é na base do “funcionou comigo”, ok? Então vamos lá.

Pra que serve o cronograma capilar?
Considero o CC um revitalizador. O cabelo está lá, todo morto, e buuuum, revive. Isso acontece porque o cronograma supre a falta dos lipídios, água, vitaminas, massa, etc… que nossos fios perdem com tantos procedimentos capilares que fazemos eles passarem -ou por não fazer nenhum, no caso, nutrir/hidratar.

Como funciona?
O cronograma é dividido em três etapas, que são realizadas de acordo com o que o seu cabelo está precisando no momento. Essas etapas são:

H: hidratação
N: nutrição
R: restauração

Como identificar qual etapa o meu cabelo está precisando?
Acreditem, aprendi isso não tem nem uma semana. Eu vi na fanpage de uma membra – se assim posso chamar – do Cacheadas em Transição. Ela criou – ou viu em algum outro blog – o seguinte passo a passo, bem facinho, que realmente diz muito sobre o estado do nosso fio.

Procedimento:
1. Pegar um fio do topo da cabeça;
2. Enrolá-lo no dedo indicador;
3. Puxar de leve, até arrebentar.

Diagnóstico:
1. Pouco puxou o cabelo e ele já quebrou. Não possuí elasticidade, nem força. Cabelo seco. = Hidratação.
2. Ao puxar o fio, ele estica e não volta ao normal (aspecto de chiclete), e então arrebenta = Reconstrução.
3. Ao puxar o fio ele está resistente, mas sem elasticidade, por isso ele se rompe = Hidratação e Nutrição.
4. Ao puxar o fio ele tem elasticidade, mas volta à forma original e não se quebra, somente puxando muito = Saudável.

Viram? Bem facinho, e garanto que funciona.

Mas como eu faço cada procedimento?
Bom, existem alguns modos de fazer o cronograma. Eu faço apenas com as três etapas citadas acima, com uso de mascaras, ou seja, não faço umectação (nutrição), nem cauterização (restauração).

Meu passo a passo é:
  1. Lavar normalmente com o com shampoo
  2. Repetir o primeiro passo
  3. Aplicar a máscara, enluvando bem durante todo o tempo de “efeito”
  4. Remover toda a máscara
  5. Passar condicionador
  6.  Remover todo o condicionador

Como identifico a máscara de cada etapa?
Sabe a amiga ali de cima, do teste puxando o fio? Pois é, acredite, ela que disponibilizou essa tabelinha pra mim também.

Eu removi apenas uma coluna dela, que não achei importante, mas ai segue a tabela.
funcao
Usem e abusem dela. É só ler bem o rótulo das embalagens, e encaixar em cada etapa.

Dica: Nem tudo o que está na frente do rótulo é compatível com a composição da máscara, portanto leiam a composição mesmo.

Qual seu ciclo do cc?

Gente, meu ciclo é bem basicão. É o de duas lavagens por semana, a cada três dias, por exemplo, no domingo e na quinta. Eu o faço porque como estou em transição, meu cabelo custa a definir, então não posso estar lavando o tempo inteiro, ou não dou conta rs Olha só…
crono
Tem ainda a opção de fazer com três semanas, e até mesmo todos dos dias.

Com isso já dá na cara o benefício que ele traz para quem está fazendo a transição, mas para não passar em branco, basicamente o cabelo que está em transição está danificado, desnutrido, desidratado e tudo mais. Dessa forma, para que ele cresça de forma a poder voltar os cachos, há a necessidade dessa reposição de massa e de outros componentes.

Acho que era isso que queria passar pra vocês. Quem tiver dúvida, manda na caixinha ali embaixo, eu resposto sem problemas.
Lembrando, não entendo tudo do cronograma, como disse, iniciei ele a pouco tempo, e estou leiga no assunto ainda.
Aconselho vocês a entrar no grupo Cronograma Capilar no Facebook, eles ajudam bastante com qualquer dúvida.
Até a próxima.
Anúncios

Não tenha vergonha. Anda, comenta logo.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s