Um alerta necessário: Contraceptivo oral

Oi oi pessoal

Esse post vai ser bem diferente, e na verdade é uma tentativa de ajudar a instruir cada vez mais pessoas sobre uma anomalia bem comum, que tem casos recorrentes, mas que não possuí tanta divulgação quanto deveria.

São diagnosticados com trombofilia pessoas que tem predisposição genética para desenvolver a trombose. A trombose por sua vez é um coágulo sanguíneo que se forma na circulação sanguínea e isso pode acontecer em dois lugares, na veia ou na artéria.

FRANCE-INQUIRY-HEALTH-PHARMACEUTICALS-CONTRACEPTION

Recentemente eu fui convidada para um grupo no Facebook¹, que falava da relação da trombose e dos anticoncepcionais, e de tanto ler casos lá, me despertou um interesse maior em pesquisar sobre.

Quando fui a ginecologista a primeira vez, ela já quis receitar pílula anticoncepcional para regular menstruação, e esse é um procedimento super comum. O grande problema dessa prescrição precoce, é o fato de não ser feito qualquer exame. Em alguns casos, o médico se quer pergunta sobre o histórico familiar da paciente, e já faz a indicação do anticoncepcional que está mais habituado a indicar. O papel do médico nesse momento é super importante, e de grande responsabilidade, isso porque, dependendo da combinação de hormônios que ele indicar a paciente, e ela tiver trombofilia, ela correrá um risco gigantesco de desenvolver a trombose. É claro que nem todos os médicos agem da mesma forma, mas a grande parcela segue o procedimento de entrevistar, e então receitar o medicamento. É muito difícil ouvirmos relatos de exames feitos antes da prescrição do contraceptivo oral 😦

Como não tenho qualquer conhecimento sobre o assunto, não sofro de trombofilia, tão pouco sou médica, retirei um trecho do site do Drauzio Varella sobre a trombofilia: “Qualquer mulher que tenha mutação no gene V de Leiden, no gene da Protrombina (fator II) ou no MTHFR tem por si só de 7 a 8 vezes mais risco de ter trombose venosa profunda. Se ela faz uso de anticoncepcional com hormônio combinado, esse risco pode chegar a 30 vezes mais. E a  mutação não é rara: atinge uma em cada dez mulheres brasileiras. Se a mulher infelizmente possuir mutação em dois genes ao mesmo tempo e fizer uso de anticoncepcional, o risco dela ter AVC isquêmico é 149 vezes maior do que na população em geral”.²

Mas ai fica a dúvida, o que pode ser feito para evitar que a paciente corra esse risco, e o médico se responsabilize por algo tão grave? A triagem molecular de trombofilia no DNA pode ser feita, e então ter exatidão quanto a paciente ter ou não essa mutação nos genes. Como citado no trecho acima, a mutação pode estar em três genes distintos, e por isso a triagem deve ser feita nos três.

Não vou trazer a matéria completa para o post, mas acho importantíssimo que vocês leiam o link que deixarei no final, e pesquisem mais sobre o assunto também, principalmente se você tem algum efeito colateral com seu medicamento. Nele consta o caso de uma professora universitária que descobriu ter trombofilia após ter uma simples dor de cabeça, e logo após uma convulsão.

Pode parecer algo incomum, já que não ouvimos muito sobre, mas a quantidade de depoimentos que vi no grupo do Facebook, e logo após a quantidade de reportagens em sites aleatórios, notei que é muito mais comum do que a gente imagina. E os sintomas iniciais nem sempre são levados em conta, como por exemplo uma dor de cabeça.

É importante ressaltar que em geral os contraceptivos orais são combinados, e em casos de constatação da trombofilia, o ideal é que seja utilizado outro método contraceptivo. Por isso não deixe de conversar com seu ginecologista, contar para ele todo e qualquer histórico familiar, pois isso dará a ele maior visão sobre o seu caso. E claro, acho que não preciso nem dizer, nunca pegue indicação de medicamento com amigas, pode fazer bem pra ela, e para você não!!!

1- Grupo vítimas de anticoncepcionais. https://www.facebook.com/V%C3%ADtimas-de-anticoncepcionais-Unidas-a-favor-da-Vida-279481195591370/?fref=ts
2- Tarima Nistal – O PAPEL DO MÉDICO AO RECEITAR UM ANTICONCEPCIONAL. http://drauziovarella.com.br/sexualidade/o-papel-do-medico-ao-receitar-um-anticoncepcional/
Anúncios

2 comentários sobre “Um alerta necessário: Contraceptivo oral

  1. Minha irmã teve AVC recentemente causado por trombo (ela deve estar no mesmo grupo do Face que você). Ela fez a pesquisa trombofílica a pedido do hematologista mas a alteração que apareceu não justifica a trombose, segundo a equipe médica que está acompanhando o caso dela. Parece que os estrógenos, por si só, conseguem “engrossar” o sangue (aumentar a agregação plaquetária responsável pelo processo de coagulação) mesmo em quem não apresenta o risco genético (mapeável no conjunto de exames que compõem o perfil trombofílico). Tô aqui morrendo de medo, pq tomo anticoncepcional combinado por causa da síndrome dos ovários policísticos e ainda não consegui uma consulta com um vascular (os ginecologistas, no geral, olham pra sua cara e dizem: “aaahh, isso é super raro, fica tranquila” – mas não é raro). Tbém não sou médica e não manjo muito do assunto, e quando acontece com alguém perto de você o pânico quadruplica… seria muito bom se todo mundo começasse a falar mais sobre o assunto, como você fez. Ótimo post. Beijinhos,

    Curtir

    • É realmente de ficar preocupada, principalmente por não conhecermos os riscos. Conhecendo já é perigoso, pois geralmente só tomamos uma atitude após notarmos sintomas, então imagina nem sabendo da possibilidade.
      Vendo o caso da sua irmã podemos tomar por parâmetro o quanto esses hormônios são fortes, é realmente uma bomba pro nosso corpo 😦
      Vamos fazendo nossa parte de alertar, para que haja ciência do risco que corremos todos os dias
      Beijão van!!

      Curtido por 1 pessoa

Não tenha vergonha. Anda, comenta logo.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s