BEDA #3 – Os três mais: destinos internacionais

Olá viajantes!

Refletindo sobre a chegada de Agosto, me recordei do mês anterior, e de como tenho uma relação bem conturbada e estranha com esse mês. Pra mim, ele é uma continuação de Junho; não sei distinguir-los! Ao mesmo tempo que não o reconheço em exclusividade, sinto aquela nostalgia maravilhosa da época de escola, quando nesse mês estava de pernas para o ar em casa.

Mas quando as responsabilidades vão chegando é outra coisa; férias não tem data fixa, pode ser Agosto, Abril ou até Setembro. Você planeja aqueles vinte dias, ou trinta para os mais sortudos, como se fossem os mais valiosos do ano todo, mas é garantido que não realizará tudo o que idealizou. Quem nunca disse que ia pra Florianópolis e acabou na Baixada Santista, não é mesmo?!

Então pra não deixar as vontades morrendo na memória, trouxe os três destinos internacionais mais desejados pela minha pessoa, e que um dia, UM DIA, eu vou conhecer. Foca na meta kkkkkkkk Otimista desde sempre!

a

Sabe um lugar tão lindo, mas tão lindo, que você até esquece o fato de odiar frio, e ter vontade de visitar? A Finlândia é esse lugar. Que país é esse? Tanto as paisagens, quanto os pontos turísticos históricos parecem ser fantásticos. Fico encantada com igrejas grandes e diferentes, e na Finlândia tem tanto a Temppeliaukio Kirkko que é uma igreja luterana subterrânea, quanto a Kuokkala Church. Ambas parecem ser lindas e monumentais mesmo, sabe?

b

Seul é um lugar peculiar para mim, porque parece ser ultra diferente de tudo o que já vi. Praticamente todo dorama tem cena gravada em Seul, e a cada localização nova da cidade, mais vontade me dá. Provavelmente acabaria e Insadong, por não identificar nada por nome ou por não saber chegar a nenhum lugar, mas só de olhar toda bugiganga pra turista estaria bem feliz.

c

Minha curiosidade pela Tailândia começou a pouquíssimo tempo; um cliente trás muito produto de lá, e quando vi a foto da filial fiquei encantada e pesquisei mais. Sabe aquelas praias bem paradisíacas com água hiper clara e areia fofa?! Esse é o lugar. Mas praias belíssimas também temos no Brasil, então pra justificar, quando enjoar de tanto mar, terão várias construções tradicionais, pra apreciar de perto.

Ai ai, viajei nesse post, mas agora voltei kkkkkkkk É tão bom idealizar as coisas, não?! É como se estivesse acontecendo. Minhas férias estão distantes, e sem dúvida o mais longe que irei será pro Paraná, mas a sensação é ótima.

Enquanto pensava nos lugares mais inalcançáveis, fui me lembrando de muitas cidades que adoraria conhecer tanto no estado de São Paulo, quanto fora dele. Não vejo a hora de poder andar por esses lugares, e conhecer tanta coisa nova que eles tem para oferecer.

E vocês, têm algum lugar que deseja muito conhecer?  Conta pra mim.

13876501_10209436672735998_8933851372080744167_n

BEDA do Projeto Vai um Café também em outros blogs. Clique no banner e acesse.

O que levar na mala

Boa noite viajantes!!!

Tem bastante tempo já que fiz o último post da série de viagem, então vim dar sequência hoje. Confesso que dei uma maneirada no tema pois os próximos tópicos são mais particulares de se falar, mas para não ficar incompleto, vamos lá…

Depois de escolhida sua mala e os cosméticos que irá levar, o próximo tópico é…

O que levar na mala

Como disse, esse post será bem pessoal, vai variar de pessoa para pessoa, pois são roupas, peças íntimas, acessórios e afins.

Para mim, sempre considero a estação do ano o mais importante, pois é de onde vou tirar a ideia para o grosso dos meus looks. Por exemplo, se está no inverno, sem dúvida levarei casacos grossos, ao menos um, para não passar frio. Claro, além da estação devemos considerar como o clima está, pois não adianta ser inverso se os dias estão quentes. Exatamente por isso, para nós brasileiros, essa tarefa torna-se mais difícil. Mas de maneira geral, considero o clima.

Já que estamos abordando uma viagem de final de semana, vou considerar Sábado, Domingo e Segunda como os dias para escolher as roupas. Dessa forma, os essenciais são:

1 Short
Para qualquer viagem, em qualquer estação, é necessário short, pois pode fazer calor, e você ficar passando vontade, ou ter que comprar no lugar.

1 Saia
A saia é uma opção para quem quer variar. Eu sempre acabo levando dois shorts, mas para quem gosta da saia, essa é a hora de usar para dar uma variada.

2 Calças
Costumo levar um jeans mais trabalhadinho e ir com um mais básico. Isso é um coringa, pois dá para usar tanto de dia quanto a noite.

6 Blusinhas/Camisetas
O foco nesse ponto é escolher blusas para dia e blusas para a noite. Como podem ver pela quantidade, levo duas para cada dia, separado por horário.

2 Cardigãs
Não uso muito blusa pesada, pois evito viajar no frio forte, então para mim cardigãs são perfeitos. Claro, se tu vai viajar num período mais severo, vale levar uma blusa mais grossa e uma mais leve.

1 Pijama
Vamos dar enfase aqui ao tamanho do pijama. Dependendo de onde tu for passar a noite, vale até ser pijama de calça para não passar frio, ou levar picadas de pernilongos.

8 Peças íntimas
Nunca, NUNCA é demais. Vale levar em excesso do que pecar pela falta. Vai por mim. Junto à essas peças, eu levo um biquíni, pois nunca se sabe…

Sutiã – quantos necessários
Para as mulheres o sutiã não pode faltar. Coloquei como quantos necessários pois vai depender do formato da blusa que vai utilizar.

Essa mala não vai ficar recheadona, mas também não vai ficar leve, então vamos aos outros itens para poder calcular bem o espaço.

Remédios que sempre toma
Fone de ouvido
Celular
Carregador do celular
Notebook e carregador – caso opte por levar
Bolsa com documentos
Acessórios de escolha – não exagerar na quantidade, são só 3 dias.
Toalha de banho – caso não tenha onde vá, opte por modelo mais finos, para ocupar menos espaço

Bem, esses são os itens que considero essenciais, mas vale lembrar que na hora de montar a mala, prevalece o bom senso, ou acabará pagando excesso de bagagem.

E ai, o que acharam dessa dica?

Cosméticos indispensáveis

Créditos da imagem: Capa do Livro Have a Nice Tip!

Créditos da imagem: Capa do Livro Have a Nice Tip!

Boa tarde viajantes!!!!

Vim falar mais um pouquinho sobre o tema de Segunda feira; viagens. Fiquei devendo post a semana inteira, mas estava em uma correria louca, então não deu. Mas pensei bastante sobre qual seria o melhor tópico a abordar com vocês em sequência, e cheguei a uma conclusão, irei discorrer um pouco sobre cosméticos em viagem.

Antes de comprar minha mala de bordo, pesquisei sobre itens que tem despacho obrigatório, como os cosméticos – ou líquidos.

Li alguns artigos informando quanto a quantidade de produto permitido a bordo, e como é bem restrito – considerando que hoje em dia usamos mil e um produtinhos – reduzi a quantidade de itens a se levar em uma viagem de fim de semana.

Eu tenho ao todo seis embalagens, que comportam ate 100ml, então serão elas que irei utilizar, e me restringirei a esses seis frascos.

Frasco com tampa disktop (80ml)

O kit que eu comprei tem dois frasquinhos com a tampa disktop, que é aquele que ti aperta um canto e sobe o outro. Ele é bom para colocar produtos mais líquidos, pois evita vazamentos. Claro, todos esses frascos evitam, mas pra prevenir, melhor ir para o mais seguro. Por esse motivo, nele coloco o finalizador que eu uso para a vida toda. Poderia colocar condicionador também, mas como viajo de dois a três dias no máximo, nem uso produtos de cabelo no banho – vai na água pura mesmo.

Frasco com tampa disktop (80ml)

Esse é idêntico ao anterior, e nele carrego sabonete íntimo, que também é líquido, e é indispensável. Como ele também quebra o galho como sabonete de rosto, ele faz um 2 em 1 maravilhoso, que facilita em viagens.

Frasco com tampa pump (80ml)

Essa tampa tipo pump é perfeita para muitas coisas, mas prefiro colocar os óleos nela, pois eles costumam fazer mais meleca. Como eu uso óleo TODO DIA no cabelo, não consigo ficar sem nem um diazinho se quer.

Fraco com tampa spray (40ml)

Por esse fraquinho ser em spray, coloco perfume nele – meu querido mamãe e bebe da Natura -. A embalagem original dessa colônia alem de ter 200ml, o que já não é permitido, não cabe na bolsinha de lacre. Mas falarei sobre essas restrições de quantidade e armazenagem daqui a pouquinho, então vamos com calma hehehe.

Me resta ainda 2 potes com tampa, de 15ml cada, que ainda não sei o que levar neles. Mas da para levar hidratante de rosto ou protetor solar.

Como vocês podem notar, são apenas os itens essenciais mesmo que eu levo. Tenho em mente que preciso mais de peças curinga, produtos que sei que não vou errar, e tudo em pouca quantidade, para não pecar pelo exagero.

R E G R I N H A S 

Já dei uma fofocada ali em cima para vocês, mas para que ninguém passe por problemas, vou deixar bem explicadinho como funciona o transporte de líquidos no bagageiro do avião, tanto para voos nacionais, quanto internacionais. Essas normas são estipuladas pela ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil, e foram moldadas da seguinte forma:

A definição de produtos líquidos é como é definida também pela ANVISA, mas como talvez muitas pessoas não saibam, cremes, produtos em gel e aerosol, também são considerados líquidos. Ou seja, não vá esquecer de colocar o hidratante no potinho também.

Cada produto deve estar em embalagem que COMPORTE até 100 ml. Ou seja, não vale ser embalagem grande que contendo os 100 ml de produto, pois eles contam pelo porte do frasco. O ideal então é ou ter miniaturas ou comprar esses fracos como eu fiz, pois o problema acaba hehehe.

Além disso, todos os frascos devem estar em uma bolsinha que comporte ate 1 litro de produto, portanto o máximo a levar é um litro. Essa bolsinha deve estar vedada, e poderá ter dimensão máxima de 20×20 cm.

Vale lembrar, todas essas informações foram retiradas do site da ANAC¹. A Azul Linhas Aéreas² tem um blog bem legal de viagem, em que eles informam tudo com desenhos – é bem legal. Deixarei o link para vocês poderem ver. Deixarei também uma imagem abaixo de como os frascos devem ser transportados, para melhor visualização.

20150725_152533411_iOS

E ai, tem alguém programando uma viagem? Como tem se preparado, conta pra mim.

¹ Agência Nacional de Aviação Civil – Nova regra de bagagens de mãos em voos internacionais.
Site: http://www2.anac.gov.br/imprensa/regrasBagagemInter.asp

² Azul Linhas Aéreas – Infográfico Bagagens – Veja o que levar no avião.
Site: http://blog.voeazul.com.br/curiosidades/infografico-bagagens-veja-o-que-levar-no-aviao/

Como escolher sua mala

Olá viajantes.

Esse post será sobre um tema que queria falar a bastante tempo, isso porque é algo que eu pesquiso muito em blogs e em sites do próprio tema mesmo, e acho que muitos podem ter as mesmas dúvidas que eu tive.

O que levar na viagem de final de semana?

Arrumar uma mala pode parecer fácil, mas quando você se encontra nessa situação é um pouco diferente. Ou pior, você pode perceber isso só quando chegar ao seu destino, e ai fica complicado consertar.

De todos os tipos de viagem, considero a de um final de semana a mais difícil, pois você vai com o pensamento “Poxa, só dois dias, vou levar só isso aqui”, e acaba que passa frio, ou esquece o chinelo. E para esse momentos, é sempre bom ter uma lista pré definida do que levar, e ai é só ir adaptando a seus itens pessoais.

O primeiro item é a mala, e acreditem, ele é um item muito importante. Vamos pensar que nossa viagem será de avião – já que é normalmente assim que viajo -, você não vai querer perder tempo no despacho e na espera da mala. Vai por mim, não vale a pena se for considerar que você tem apenas dois dias. Já cheguei a ficar meia hora esperando a bagagem. ;D

Temos disponível no mercado vários modelos de bagagem de mão, então separei alguns modelos para vocês, desde o mais simples, até o mais caprichadinho, mas claro, sem valores exorbitantes, porque eu jamais pagaria horrores em uma mala. o.o Vale lembrar, todos os links seguirão na descrição abaixo, e escolhi todos os modelos na bagaggio, pois é um site que conheço bem.

Untitled 1

1 – Mochila Agnelli com porta laptop – R$ 199,90
Selecionei essa opção por dois motivos. Um deles é que essa mochila serve tanto para viajar no final de semana, quanto para utilizar no dia a dia, para ir a escola, faculdade, ou passear. Ela tem compartimentos grandes até, pois ela não é reta o que facilita para colocar cada vez mais coisa. O segundo motivo é que ela é porta laptop. Eu não viajo com o meu, mas sei que a maioria das pessoas sim, e isso é uma preocupação na hora de carregar. Evidente, isso diminui o espaço da bolsa quando tem que por as roupas, mas dependendo da viagem, é uma opção.

2 – Mochila Dakota com porta laptop – R$ 129,90
Pelo mesmo motivo da anterior, a mochila Dakota é perfeita. Ela é vendida em três tonalidades diferentes. Um ponto negativo é que ela tem menos compartimentos que a anterior. Mas como ela é uma prima mais baratinha, vamos dar um desconto.

3 – Mochila Kite com carrinho – R$ 249,90
Uma opção mais caras que as demais, a mochila kite já vem com o carrinho, o que facilita muito na locomoção. Ela conta com vários compartimentos, e assim como as anteriores, tem porta notebook.

4 – Mochila Istambul com porta notebook – R$ 179,90
Essa também é a versão mais barata, mas dessa vez do kite. Não vem com o carrinho, mas compensa com a mesma quantidade de compartimentos e o preço, que é bem menor.

Encerrando a categoria de mochilas, entramos agora para as malas, propriamente ditas. Separei dois modelos, como é possível ver na imagem acima.

5 – Mala Safebag pequena – R$ 279,90
Apesar do preço, a mala é em tamanho pequeno, ficando acima apenas do tamanho de bordo. Ela ainda vai a bordo, e é uma opção um pouco maior para quem normalmente carrega muita coisa. Eu tenho uma dessa, e adoro, pois ela tem divisões bem estabelecidas, e deslisa que é uma beleza. Ninguém merece mala emperrando enquanto tu anda.

6 – Mala travelcross Nevada – R$ 139,90
Esse é um modelo de bordo, dos mais em conta que encontramos no mercado. Não sei se já procuraram malas de bordo para comprar; em sua maioria, passa dos R$ 200,00.

Para o post não ficar muito comprido, pois acabei de perceber que está ficando, vou parando por aqui, e depois venho dar mais dicas para vocês sobre viagens curtas.

Até a próxima.