Como tenho me visto

“Maquiagem cê não usa pra agrada os outros ce usa pra se sentir mais poderosa mais mulherão fazer carão e lacrar chegar no samba no role”. Twitter @Namorou

Poucas coisas TÊM de estar presentes em uma pessoa. Grande parte do que somos é uma escolha, mas essa coisinha em especifico é obrigatória, e apesar de muita gente não ter resquicio disso em si, é somente nós mesmos que podemos conquistá-la. Essa coisinha é a autoestima. 
Por definição, autoestima é o “apreço ou valorização que uma pessoa confere a si própria, permitindo-lhe ter confiança nos próprios actos e pensamentos”. 

Pode parecer simples, afinal como alguém pode não valorizar-se, não se auto apreciar. Pois bem, é esse quadro, praticamente inacreditavel, que encontramos ao conversar com muitas pessoas, pessoas que não dão-se o devido valor, que se vêm inferiores aos seus próximos, e que por muito, se perdem entre o que são, e o que os outros querem que ela seja.


Quem me conhece sabe que sou da vibe “eu me amo”, olho para frente acima de tudo, e é difíci me atingir com comentários sobre mim, mas nem sempre fui assim.

Sabe aquela história de se mostrar forte? Costumava agir pensando isso, que precisava me mostrar forte, mesmo não estando. E não é fácil você sair desse quadro porque você acaba realmente acreditando estar bem, quando na verdade, só aumenta sua fragilidade.

Me gratifica muito o fato de hoje me sentir assim em verdade, me vendo como eu sou, e não como quero que me vejam. Sinto mais vontade de sair, de ver gente, de cuidar de mim… Enfim, amar e cuidar de mim.

É extremamente fundamental entendermos a importância disso, e nos valorizarmos ao máximo pelo que somos.

“No mais alto grau de confiança que ele pode despertar, haverá sempre o aroma da dúvida – uma sensação meio instintiva e meio lógica de que, no fim das contas, o vigarista deve ter um ás escondido na manga.” Henry Mencken – O Livro dos Insultos

Confiar! Eita verbinho difícil de conjugar. Dizer “eu confio”, traz uma maré de sentimentos e dúvidas na nossa cabeça quando ousamos menciona-las. Isso porque você quer acreditar que realmente confia, mas sabe que surgirá algo que aparentará estar errado, e é ai que começa a complicar, e que torna-se tão difícil fazer uso dessa frase.

O grande problema de confiar, é que nós mesmos não somos sinceros. Nem com nós mesmos, tão pouco com os outros. Fazemos de tudo para esconder nossas fraquezas a dez chaves, já que sete não parecem ser seguras o suficiente.

Essa segunda situação também faz parte do “eu confio”, caso nunca tenham pensado por esse lado. Confiar em alguém, é também confiar suas aflições, suas angústias, e seus momentos felizes. Mas isso implica nesse alguém te conhecer por completo, e é doido demais pensar que outra pessoa, além de você, vai te conhecer tão bem assim, não?!

Ainda não conheço remédio pra esse conflito todo, mas tenho confiado cada vez mais nas pessoas, pelo menos nessas questões sentimentais. Me abro, falo, confio. Se me arrependerei depois, não sei, prefiro não pensar nisso, e confesso que os pequenos pesos tem ficado menores ainda, porque não são só meus.

 

Adrenalina a mil

Vencer não é competir com o outro, é derrotar seus inimigos interiores.

Roberto Shinyashiki

O comodismo surge com o tempo, e é natural quando mantemos o mesmo hábito por longo período. Por muitas vezes, nos acomodamos até mesmo com as opiniões alheias, e aceitamos como verdade.

Desde pequena fui considerada das crianças mais molengas da minha família, porque não gostava de correr nas brincadeiras, tão pouco me machucar durante elas. Criança de apartamento 😎 E de tanto ouvir meus familiares dizendo que eu não sabia, ou ainda, que não era capaz de tais atividades, me conformei, e passei a acreditar sem questionar a mim mesma.

SEJA LÁ QUAL FOR SEU SONHO, COMECE!

Ousadia

Tem

Genialidade,

Poder,

e

Magia!!!

Recentemente passei por um dia de pura adrenalina, e me peguei pensando sobre esse sentimento incrível de superação. Sou oficialmente brigadista de incêndio, e sim, apaguei fogo de verdade pra entrar pro time 😮 Vocês não imaginam o medo, e logo depois do sucesso, a adrenalina que senti durante o dia todo.

despicable-me-2010-movie-11

Imagem retirada de: Rellim Zone

A sensação de surpreender-se consigo mesmo é incrível, e deixa sua estima lá no alto. Além é claro de em situações futuras, não duvidar da sua capacidade para realizar algo. Esse é um ponto que deve sempre ser trabalhado, ou a possibilidade de nos fecharmos para coisas novas é gigante; aceitamos a ideia de que não iremos conseguir.

O passo mais importante é você mesmo se desafiar, querer superar, tentar, porque só tentando é que vamos saber se somos, ou não, capazes de realizar algo; Não levar a opinião dos outros pra dentro de você. Sabe aquela velha história de “ninguém te conhece tão bem quanto você mesmo”? Pois bem, pura verdade. Não deixe que a opinião alheia te influencie a não tentar algo novo.

Se esforce. Quando você inicia uma atividade que não é habitual pra você, é grande a chance de você não ir bem logo de cara. Agora imagina se você não se empenhar nisso?!  Temos que fazer por onde, ok?

A satisfação reside no esforço, não no resultado obtido. O esforço total é a plena vitória.

“Mahatma Gandhi”